AMO SUA VISITA...

CAMPANHA CONTRA HEPATITE C

domingo, 14 de março de 2010

REMANSO...

Eu ouço a brisa leve para nós à noite
Será que é demais perceber
Que o amor que eu lhe tenho
Que me envolve e me toca
E me faz
Às vezes fazer coisas tolas
À toa
Coisas tolas demais
O flerte faz lançar um sorriso no ar
Até que o moço pare de cantar
É rosto no rosto a carícia
Ao som da poesia
Nosso amor vem navegar
No remanso do meu mar
As estrelas vão brilhar
Para a noite clarear
Uma ponta de luz
Que aos sonhos conduz
No remanso do meu mar
O meu sonho derradeiro é de te contemplar
Por um ano inteiro te amar...
(Paulo Salgado)

Um comentário:

  1. QUe letra bonita...que amor bonito! Queroi um assim tambem...rssr

    ResponderExcluir

Aprendi que pra se ter Alma Poética, não precisamos etiqueta, nem existe um manual de instruções, por muito que o descreva com a caneta, só quem o sente são os corações...

Aqui sera o repouso de todo tipo de escrita e de tudo que queiram dizer, basta ser o que sentem e que vos vai na alma, Poetas não precisamos ser, pois quem tem a defeniçao do que é um Poeta?...

Obrigado pelos comentarios e sejam bem vindos, sempre!